Your browser does not support JavaScript! Câmara Municipal de Cascavel

Biografia

BIOGRAFIA PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL DE CASCAVEL/CEARÁ (2021/2022) Valorização e Fortalecimento da Educação Adeildo Batista Queiroz de Castro nasceu no dia 07 de julho de 1979, na praia de Barra Nova, comunidade localizada no distrito de Jacarecoara em Cascavel, Estado do Ceará. Filho da dona de casa Francisca das Chagas Batista de Castro e do funcionário público José Ribamar Queiroz de Castro, Adeildo é o segundo filho do casal e único filho homem. A sua infância foi na companhia das irmãs Mônica Batista Queiroz de Castro e Verônica Batista Queiroz de Castro. Além disso, há 19 anos é casado com Hélia Maria Sousa de Castro. Da união do casal, nasceram três lindas meninas: Yasmin Sousa de Castro, Isabelle Sousa de Castro e Eliza Sousa de Castro. Em sua ampla formação e experiências na área acadêmica tem como literatura preferida livros que falem sobre empreendedorismo e relações humanas. FORMAÇÃO Formado em Técnico em Análises Químicas pelo Instituto Federal do Ceará – IFCE, Licenciado em Química pela Universidade Estadual do Ceará – UECE, Pós-graduado em Supervisão Escolar - FALC, Mestre em Química pela Universidade Federal do Ceará – UFC. Ingressou na profissão de Professor Efetivo da Rede Estadual em 2010. Ressalte-se que também lecionou na rede particular e em grandes escolas desde 1998, tanto na capital cearense como na cidade de Cascavel. Dentre as escolas que lecionou podem ser listadas: Colégio Cascavelense (CC), Colégio Padre Arimateia de Diniz no distrito de Jacarecoara, Colégio Antares, Colégio Maria Ester, Colégio Cônego Pereira no bairro de Messejana, Colégio Monsenhor Joviniano Barreto entre outras. Em 2019 ocupou o cargo de Secretário Adjunto de Educação do município de Cascavel/CE. INFÂNCIA O garoto sonhador, que morava na pequena e distante comunidade cascavelense, gostava de observar os apresentadores de TV, assistir os programas de esporte, futebol, admirava pessoas eloquentes e seus professores. Vislumbrava um futuro melhor e planejava isso através de sua dedicação pelos estudos. Os esforços eram muitos para chegar à escola todos os dias; enfrentava muitas dificuldades, acordava às 5h00 da madrugada para cumprir o horário de verão. Além do mais, o trajeto para chegar até o transporte escolar era uma verdadeira aventura: precisava passar por um córrego, que quando a maré estava cheia ficava ilhado. Para atravessar para o outro lado precisava tirar as roupas. Na época não existia estrada com asfalto na Barra Nova e as estradas eram carroçável, visto que o transporte não chegava até o local de destino, tendo que percorrer uma hora para ir e outra para voltar da escola, cuja sede ficava na cidade. Estudou durante 8 (oito) anos na Escola da CNEC - Padre Valdivino Nogueira da alfabetização até a 7ª série do ensino fundamental. No ano que concluiu o 7º ano, Adeildo recebeu grande estímulo e conselhos do professor Marconi Coelho Reis (in memoriam). O professor e amigo Marconi foi um de seus maiores incentivadores para o desenvolvimento de suas potencialidades, sempre levantando sua autoestima. Anos depois, veio a ser seu colega de trabalho quando se tornaram servidores público do Estado. Outra grande motivadora do jovem foi sua irmã Mônica, quem financiou seus estudos, transferindo-o para o Colégio Cascavelense (CC), que era destaque na época com um ensino diferenciado e nível melhor. Naquele momento, ele passou a cursar a 8ª série e concluir o ensino médio. Consciente dos esforços da irmã, que estagiava na Caixa Econômica Federal, estudava no período da tarde o ensino médio regular e ainda cursava contabilidade no turno da noite, e também das condições financeiras de seus pais, ele se dedicou totalmente honrando suas obrigações e ao final do primeiro ano, destacou-se como o melhor aluno da sala com média 9,57 e foi contemplado com uma bolsa de 100%. Comprometido com suas obrigações, preparou-se para alçar voos mais altos, sempre amigo dos professores e tendo-os como suas maiores referências. Nesse sentido, foi orientado pelo professor de química, Lindomar Rodrigues, que lhe inscreveu na Escola Técnica, hoje IFCE. Em 1995, passou em Química Industrial. O seu sonho era sair de casa para estudar porque não levava jeito para ser pescador ou seguir a profissão do pai. BASE Professor Adeildo destaca que, mesmo de família simples e humilde, seus pais e irmãs foram sua base, exemplo de vida. O pai, antes de ser funcionário público municipal, trabalhava com um pouco de cada coisa: eletricista, mecânico, hidráulico. É certo que passavam por muitas dificuldades financeiras, mas seus pais se esforçavam muito para oferecer o melhor aos três filhos. Outra decisão importante conforme professor Adeildo, a melhor escolha da sua vida foi se casar. Da mesma maneira, também deseja que as filhas se casem bem e possam viver uma vida tranquila e feliz, assim como a sua ao lado da esposa amada, Hélia. SONHOS Crescer requer mudanças e estudar em Fortaleza era, para o futuro estudante de Química, um dos momentos que mais lhe marcou. No dia da despedida de seus pais para ir morar com uma tia, recorda que o pai saiu cedinho, antes do ônibus passar para não o ver partir e ouviu o choro da mãe no jardim enfrente a casa que ele nasceu e cresceu. Ele estava decidido a ir embora, pegou a bolsa e o violão presente do pai e seguiu, o SONHO de ESTUDAR era maior que tudo. DESAFIOS Estudar na Escola Técnica era um sonho. Recorda que certo dia passando em frente à Avenida Treze de Maio disse: um dia vou estudar aqui! E assim aconteceu. Aos 16 anos iniciou o curso de Química Industrial. Durante o quinto semestre, em 1999, prestou vestibular na UECE e foi o único da turma a lograr êxito, mas como não havia terminado o ensino médio, foi orientado a entrar com mandado de segurança para assegurar a vaga e cursar faculdade e assim o fez. Viver na capital cearense foi desafiador para o jovem estudante, pois morava no local perigoso, próximo a uma favela no bairro João XXIII, onde teve que enfrentar inúmeras adversidades. O seu entretenimento era jogar futebol de salão na quadra do SIES e para ter contato e paz com todos se enturmou com os jovens da rua e a turma do futebol. Aos poucos, Adeildo foi ganhando o respeito de todos da comunidade. Morou 14 anos no Jóquei Clube, mas o sonho era voltar a residir em Cascavel. Entre idas e vindas, ganhou a oportunidade de lecionar aos 18 anos no Colégio Cascavelense, vindo ministrar apenas uma aula todos os dias, mas já se sentia realizado em ter a oportunidade de contribuir com sua terra natal. No segundo ano como professor, passou a ministrar dez aulas e foi ganhando mais espaço juntos às escolas. Em janeiro de 2016 concluiu o Mestrado em Química, conquista esta lhe custou muito tempo ausente da família, tendo o apoio da esposa Hélia e das filhas, que foram pessoas fundamentais para mais essa conquista árdua. POLITÍCA Professor Adeildo, como é chamado carinhosamente pelos alunos, professores e atualmente pela população de Cascavel, que o elegeu com 1.877 votos para ocupar uma das dez cadeiras do Poder Legislativo Cascavelense (2021-2024), destacou-se desde cedo por seu espírito de LIDERANÇA. Filiado ao Partido Político Cidadania desde 2020, em sua primeira candidatura foi eleito e escolhido por unanimidade para a Presidência da Câmara Municipal de Cascavel (biênio 2021-2022). HISTÓRIAS E TESTEMUNHOS Quando voltou a residir em Cascavel com toda sua família em dezembro 2008, após realizar a compra de um terreno, teve que se desfazer do carro para concluir a obra da casa e assim realizar o sonho do imóvel próprio. Na época passou a fazer o trajeto de casa para a escola na comunidade de Alto Luminoso onde lecionava em uma bicicleta. Os alunos sem entenderem a situação, brincavam e gritavam, dizendo: “Professor quebrou que apartou, né?”. Ele, por sua vez, sorria e levava na esportiva. Um ano depois comprou um novo carro e passou a morar na casa própria. FUTURO O seu objetivo como parlamentar é apresentar propostas para a EDUCAÇÃO que valorizem o corpo docente, bem como trazer capacitação e oportunidade nessa área. Além do mais, é de suma importância trabalhar em prol do DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO de Cascavel, tanto na cultura e turismo (a exemplo de promover incentivos para a feira São Bento) quanto incentivo do crescimento da região da Praia. Na política, o presidente da Câmara Municipal de Cascavel pensa em viver o momento presente, de modo a contribuir e honrar os votos que lhe foram confiados. Assim, busca valorizar e fortalecer a educação como dever de vida e, no exercício do mandato eletivo, tem a consciência de lutar incessantemente por essa bandeira. Entretanto, reconhece que no período de pandemia todos têm trabalhado no limite e a principal meta é que todos os cascavelenses consigam se manter bem e saudáveis. “Meu desejo hoje como político é cumprir o meu papel. Isso aqui é um momento porque tem um início e tem um fim. Quero entrar e sair pela porta da frente de cabeça erguida, entre gritos e aplausos porque isso é normal não dá para agradar todo mundo”, enfatiza, Adeildo. SIGA NO LINK: https://instagram.com/professor_adeildo?utm_medium=copy_link

Atuação no Plenário e Comissões

Propostas Legislativas

de sua autoria:

88

relatadas:

0

Votações Nominais

em plenário:

122

Discursos

em plenário:

10

Legislatura

Presenças

Em plenário Em comissões
Presença 172 dias 0 reuniões
Ausência justificada 0 dias 0 reuniões
Ausência não justificada 0 dias 0 reuniões

Nós usamos cookies para melhorar sua experiência. Ao usar este site e/ou continuar navegando, você concorda com o uso de cookies de acordo com nossa Política de Privacidade e Política de Cookies.